quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Tribunal popular e os fascistas do MBL


Blog do Altamiro Borges

Tribunal popular e os fascistas do MBL

http://altamiroborges.blogspot.com.br/

Nem Temer salva as emissoras de TV


Blog do Altamiro Borges

Nem Temer salva as emissoras de TV

Por Altamiro Borges

Nem Michel Temer, com toda a sua bondade no uso da grana pública em publicidade oficial, está conseguindo salvar as emissoras de televisão. Em decorrência da explosão da internet, da perda de credibilidade e da péssima gestão familiar, entre outros fatores, várias delas devem encerrar o balanço financeiro de 2017 com pouco lucro ou no vermelho. É o que informa o jornalista Ricardo Feltrin em postagem nesta terça-feira (2) no UOL. A única que ainda se salva é a Rede Globo, que mesmo assim passa por bruscas mudanças na sua direção – os herdeiros da famiglia Marinho inclusive cederam, pela primeira vez na história, a presidência do Grupo Globo para um executivo profissional.

Segundo o relato de Ricardo Feltrin, “o ano que terminou não vai deixar muitas saudades à maioria absoluta das TVs abertas. Com exceção da líder bilionária Globo, as demais emissoras devem encerrar o balanço de 2017 com pouco lucro, nenhum ou então no vermelho”. No caso do império global – que inclui TV aberta e paga, rádio, internet, jornais, revista, etc. –, ele só ainda “lucra muito porque concentra a fatia hegemônica da publicidade brasileira. Todo o Grupo Globo, estimam os especialistas ouvidos sob anonimato pela coluna, deve fechar o faturamento na casa dos R$ 15 bilhões no ano passado. Seu lucro líquido deve permanecer na casa dos R$ 1,7 bilhão”. Mesmo assim, a emissora carioca “vem fazendo cortes e ajustes sistemáticos de custos nos últimos anos, em todos os setores – inclusive na área artística”.

Já a Record “deve faturar no total de R$ 1,8 bilhões a R$ 2,0 bilhões, mas aí estão incluídas as centenas de milhões anuais que a Igreja Universal repassa à emissora em troca de suas madrugadas. No entanto, se houve lucro ele será bem menor que o do ano passado (o recorde de R$ 227 milhões). A emissora também fez grandes cortes e ajustes nos últimos três anos. Como empresa, a Record também passou por uma espécie de ‘higienização’ de suas relações trabalhistas: hoje é uma das TVs que sofre menos ações de ex-empregados”. 

A situação da emissora do mercenário Silvio Santos é ainda mais dramática.  “O SBT passou dezembro fazendo cortes de pessoal e de gastos. Em 2016 seu lucro líquido foi de apenas R$ 6,6 milhões, uma queda de 91% em relação ao ano anterior. Em 2017 a estimativa de faturamento (especulação) está abaixo de R$ 800 milhões, e a emissora deve fechar no vermelho. O Grupo Silvio Santos como um todo, aliás, tem passado por um ajuste. A emissora ainda teve no ano passado o desprazer de ver confirmada uma multa de R$ 2 bilhões da Receita, devido a supostas irregularidades em tentativa de ‘salvamento’ do banco Pan Americano – uma crise que se arrasta desde o fim da década passada. Embora o Grupo SS esteja recorrendo em instâncias outras, esse passivo ainda pode se tornar grande fonte de desgosto contábil nos próximos anos”.

Já a emissora da famiglia Saad “continua seu longo processo de recuperação financeira. Nos últimos anos ela promoveu corte de custos em todas as áreas, vendeu ativos (antenas de transmissão, por exemplo) e tem estudado a possibilidade de vender o canal 21 (no passado chegou a pedir R$ 1 bilhão à Universal, que não aceitou). Ao mesmo tempo em que faz corte de custos, a Band pratica com empenho a venda de faixas da programação para terceiros, especialmente igrejas... O faturamento estimado do Grupo Band em 2017 deve ficar na casa dos R$ 350 milhões, mas a emissora tem algumas pendências para resolver, inclusive uma suposta dívida milionária com a Globo relativa a direitos de transmissão de futebol. O lucro líquido provavelmente será zero. Ou vermelho”.

Outra que está em apuros é a RedeTV!. “Em 2016 a emissora teve faturamento de cerca de R$ 390 milhões, mas sua lucratividade é desconhecida no mercado. Em 2017 esse valor deve ter razoável queda, já que houve uma contração geral do mercado, com muita insegurança e menores investimentos. Assim como a Band, a Rede TV! Vende muitas faixas horárias para igrejas, e seu vice-presidente afirma que, sem isso, a emissora quebraria”.

*****

Leia também:
Waack demitido e a Globo em ‘pé de guerra’

Garotinho dispara bala de prata contra Globo

Globo achata salários de atores. É a crise!

Jovens abandonam a TV Globo

Globo enxuga seu elenco fixo; SBT demite!

Audiência da TV Globo está derretendo!

Ricardo Teixeira vai dedurar a Globo?

O Globo demite. Cadê os "calunistas"?

Falências e cortes. Crise na mídia é grave

Mídia mercenária. O golpe compensa!

Manifesto ultrapassa 100 mil assinaturas

Blog do Altamiro Borges

Manifesto ultrapassa 100 mil assinaturas

Do Projeto Brasil Nação

Na virada do ano, o manifesto “Eleição sem Lula é Fraude” ultrapassou as 100 mil assinaturas. O ator Wagner Moura, a atriz Marieta Severo, os diretores de cinema Kleber Mendonça e Sergio Machado, o escritor Mario Prata, o teatrólogo Amir Haddad, a psicanalista e fundadora do Instituto Augusto Boal Cecília Boal aderiram nesta semana ao manifesto, que denuncia a perseguição ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, defende eleições livres e a democracia no Brasil.

Lançado pelo economista Luiz Carlos Bresser Pereira, o diplomata Celso Amorim, o cantor Chico Buarque, os escritores Raduan Nassar e Milton Hatoum, a socióloga Maria Victoria Benevides, o jurista Fábio Konder Comparato, a jornalista Hildegard Angel e o ativista social João Pedro Stedile, como uma iniciativa do Projeto Brasil Nação, o manifesto já está com 112 mil adesões nesta quarta-feira (3/1).

“A trama de impedir a candidatura do Lula vale tudo: condenação no tribunal de Porto Alegre, instituição do semiparlamentarismo e até adiar as eleições. Nenhuma das ações elencadas está fora de cogitação. Compõem o arsenal de maldades de forças políticas que não prezam a democracia”, diz o texto.

O manifesto ganha adesões em todo o mundo de intelectuais preocupados com o quadro político no país com a perseguição ao ex-presidente Lula, como da presidenta da Confederação Internacional dos Sindicatos de Trabalhadores, a australiana Sharan Biurrow, e do ex-diretor executivo da entidade “The Elders”, que reúne grandes lideranças mundiais e ex-chefes de Estado, Abdrew Whitle, e do professor emérito da Universidade Jawaharlal Nehru New Delhi, o indiano Deepak Nayyar,

Da Europa, aderiram Heidemarie Wieczorek-Zeul, ex-ministra da Cooperação para o Desenvolvimento da Alemanha; Stefan Rinke, professor do Institute of Latin American Studies e do Friedrich-Meinecke-Institut, Freie Universität Berlim (Alemanha), Inês Oliveira, cineasta (Portugal); Maria Luís Rocha Pinto, professora-associada da Universidade de Aveiro (Portugal); Filipe do Carmo, pesquisador, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (Portugal); Pedro de Souza, pesquisador e editor (Portugal).

Na França, o manifesto circula nos principais centros de conhecimento, com a adesão de Luc Boltanski, sociólogo, diretor de estudos honorário da EHESS; Francine Muel-Dreyfus, socióloga, diretora de estudos honorária da EHESS; Gisèle Sapiro, socióloga, diretora de pesquisa do CNRS, diretora de estudos da EHESS; Héctor Guillén Romo, professor de economia da Universidade Paris-VIII; Jean-Yves Mollier, professor emérito, Centre d'histoire culturelle des sociétés contemporaines, Université de Versailles; Michel Pialoux, sociólogo, professor aposentado de Paris V, membro do CESSP; Monique de Saint Martin, socióloga, diretora de estudos honorária da EHESS; Paul Pasquali, sociólogo, chargé de recherche CNRS, membro do CURAPP-ESS, Universidade de Amiens; Rose-Marie Lagrave, socióloga, diretora de estudos honorária da EHESS; Pierre Salama, professor emérito da Universidade de Paris 13; Roger Chartier, diretor de estudos da EHESS e professor do Colllège de France.

Na América Latina, estão entre os novos signatários Monika Meirelles, do Instituto de Investigaciones Económicas IIEc-UNAM (México); Juan Arturo Guillén Romo, professor e pesquisador da UAM (México); Pablo Edgardo Martínez Sameck, professor titular de sociologia da Universidad de Buenos Aires.

Um grupo de artistas reconhecidos da cultura uruguaia, formado pelos atores Jorge Bolani, Julio Calcagno, Myriam Gleijer, Héctor Guido (Teatro El Galpón), Solange Tenreiro (Teatro El Galpón), Silvia García (Teatro El Galpón), Pierino Zorzini (Teatro El Galpón), Dante Alfonzo –(Teatro El Galpón), Elizabeth Vignoli, Anael Bazterrica , os produtores Laura Pouso, Gustavo Zidan, o escritor Atilio Perez da Cunha, os diretores de teatro Jorge Denevi e Dervy Vilas e os músicos Eduardo Larbanois e Mario Carrero, aderiu ao manifesto.

Dos Estados Unidos, assinaram o documento Robert DuPlessis. professor emérito de história, Swarthmore College; Ronald H. Chilcote, Political Economist University of California, Riverside; Santiago Barassi, sociólogo da Universidad de Buenos Aires; Sean Mitchell, fundador e presidente da Wojtyla Society, autor de Those Catholic Men; Michael D. Kennedy, Professor de sociologia International and Public Affairs, Brown University e Cyrus Bina, Journal of Critical Studies of Business and Society, editor assistente do Journal of Iranian Research & Analysis.

Repercussão mundial
Lançado em 19 de dezembro, o manifesto ganhou a adesão da ex-presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, o historiador inglês Peter Burke, o sociólogo português Boaventura de Sousa Santos, a escritora portuguesa e presidenta da Fundação José Saramago Pilar del Rio, do linguista e filósofo norte-americano Noam Chomsky, o prêmio Nobel da Paz Adolfo Esquivel e do ex-ministro das Finanças da Grécia Yánis Varoufákis.

A carta ganhou a assinatura de figuras reconhecidas no Brasil, com a adesão do teólogo Leonardo Boff, do economista Luiz Gonzaga Belluzzo, da sambista Beth Carvalho, das atrizes Bete Mendes, Silvia Buarque e Soraya Ravenle, do cartunista Renato Aroeira, dos cineastas Silvio Tendler e Walter Lima Júnior, do artista plástico Ernesto Neto.

Da cena política brasileira, Manoela D´Ávila, deputada estadual do PCdoB; Guilherme Boulos, coordenador do MTST e da Frente Povo Sem Medo; Vagner Freitas, presidente da CUT; João Carlos Gonçalves, o Juruna, secretário-geral da Força Sindical; Edson Carneiro Índio, Secretário Geral da Intersindical; Raimundo Bonfim, da Central de Movimentos Populares (CMP) e Nalu Faria, da Marcha Mundial das Mulheres, também aderiram ao documento.

O Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4) marcou para o dia 24 de janeiro o julgamento do Lula na Operação Lava Jato no caso do triplex do Guarujá.

Os signatários do manifesto denunciam que “a tentativa de marcar em tempo recorde para o dia 24 de janeiro a data do julgamento em segunda instância do processo de Lula nada tem de legalidade. Trata-se de um puro ato de perseguição da liderança política mais popular do país”.

Para ler (com tradução em inglês, francês, espanhol e árabe) e assinar o manifesto, acesse o linkhttps://www.change.org/p/sociedade-brasileira-em-defesa-do-direito-de-lula-ser-candidato-a-presidente-do-brasil?recruiter=843995033&utm_source=share_petition&utm_medium=copylink&utm_campaign=share_petition&utm_term=share_twitter_responsive



http://altamiroborges.blogspot.com.br/

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Wlad destrata mulher após discurso de Zenaldo




Wlad destrata mulher após discurso de Zenaldo

Domingo, 18/06/2017, 16:06:54 - Atualizado em 18/07/2017, 10:37:18 Ver 5 comentário(s)A-A+
  • FACEBOOK
  • TWITTER
  • GOOGLE+
  • IMPRIMIR
Wlad destrata mulher após discurso de Zenaldo (Foto: reprodução)
(Foto: reprodução)
O deputado federal Wladimir Costa (SD) - famoso nacionalmente pelos confetes que estourou na Câmara - demonstrou mais uma vez falta de respeito e decoro contra a democracia. Uma cidadã que protestava durante um discurso do prefeito Zenaldo Coutinho (PSDB) foi destratada pelo parlamentar. Há quatro semanas, um perfil em nome de Wladimir Costa ofendeu publicamente outra mulher, nas redes sociais.
Desta vez, o fato aconteceu na noite de sábado (17) durante a entrega da obra de revitalização do Complexo Ver-o-Rio, em Belém, que só aconteceu após muitas denúncias de abandono feitas pelos trabalhadores e usuários do espaço.
Um vídeo enviado para o DOL mostra o momento em que, após o discurso do prefeito, Wlad toma o equipamento do locutor oficial da cerimônia para humilhar a mulher, chamando-a de "petista" e pedindo uma vaia "bem alta", além de dizer que o partido "só tem ladrão" e que o ex-presidente Lula deve ser preso.
"Tem uma senhora aqui, uma petista tresloucada. Eu quero uma vaia bem alta pra essa petista que faz parte de uma quadrilha de petistas vagabundos", disse o deputado. "Um partido que só quer roubar, ladrão. Partido de vagabundo, de um assaltante, ladrão de Odebrecht, ladrão de JBS... Todo mundo preso, o Lula vai preso, e todos vocês. Tu, loira, és uma vagabunda. Tu és um pilantra e a tua mulher é outra vagabunda, porque eu conheço vocês do PT. Uma salva de vaias para esses vagabundos, desdentados que estão aqui para bagunçar a festa".
"O Lula vai saber disso, hein?", disse o autor do vídeo após o discurso do parlamentar. "Presta atenção no que esse golpista falou para uma pestista que chamou o Zenaldo Coutinho de golpista. Wladimir Costa é um golpista descarado que humilhou uma integrante do Partido dos Trabalhadores, uma simpatizante, chamando-a de vagabunda, com palavras de machismo. Isso precisa ser denunciado". Veja o vídeo:
DOL entrou em contato com a assessoria do parlamentar, por e-mail, e aguarda um posicionamento. 
(DOL)
http://www.diarioonline.com.br/

domingo, 17 de dezembro de 2017

Amar e amar


A PERIGOSA IDOLATRIA


Blog Sombra do Onipotente





Interessante! Tem muita gente boa que gosta de apontar o dedão na direção dos outros, acusando-os de “idólatras”, mas esquece de analisar sua própria vidinha, para identificar onde se esconde sua idolatria. Como assim? Idolatria não é adorar outros deuses? É também, mas não é só isso.

Bom, para começo de conversa idolatria é obra da carne e, como tal, habita em toda carne, mas quando reconhecemos Jesus como Salvador, passamos a contar com o reforço sem precedentes do Amado Espírito Santo e Ele tira de nós o que não presta, ou seja, as obras da carne, e no lugar, em nosso coração novinho em folha, Ele coloca o Seu fruto, que é o oposto do que a carne gosta.

Quem reconhece Jesus como Salvador passa da situação de criatura, para a condição de filho de Deus, tudo muda e de dentro para fora, porém assim como a carne, o espírito tem que ser alimentado, caso contrário, o espírito fica fraquinho de dar dó e como as obras da carne são oportunistas, o cidadão acaba ficando do jeito que o diabo gosta, o que, definitivamente, é uma péssima ideia.

Quando Paulo esteve em Atenas, na Grécia, ele ficou comovido com a idolatria da cidade aos deuses. Havia um altar para cada deus que os atenienses adoravam, inclusive um altar com a inscrição: “AO DEUS DESCONHECIDO”, leia: “Porque, passando eu e vendo os vossos santuários, achei também um altar em que estava escrito: AO DEUS DESCONHECIDO.” (Atos 17:23a). Para não “magoar” algum deus que por acaso tivesse sido esquecido, eles homenageavam até o deus que não conheciam.

Esta é a idolatria mais fácil de ser identificada, mas não é a única forma de idolatria que existe. Quem ama sua esposa mais do que ama a Deus comete idolatria; quem ama seu filho mais do que a Deus é idólatra e são várias as formas de idolatria e neste rol entra: time de futebol, vício, comida, bebida, e até religião. Mas religião não é de Deus? Quem tem uma fé religiosa não está adorando a Deus? Necessariamente NÃO.

Religião é só um meio de alimentar nossa fé, mas não é um fim em si mesmo. Defender seus líderes religiosos até dar o “sangue na testa”, não é adorar a Deus; defender bandeiras religiosas não é adorar a Deus e tem muita gente boa que se ilude, achando que frequentar uma igreja é passaporte para o céu e não é. Só é filho de Deus quem reconhece Jesus como Salvador e entrega a Ele sua vida e seu coração, o resto é lenda urbana.

Paulo aproveitou a galeria dos deuses e o altar para o DEUS DESCONHECIDO, para apresentar aos atenienses o Deus que eles não conheciam. Acontece que no Brasil usamos a mesma metodologia de Atenas e assim, atribuímos o nome de um santo para cada dia do ano e, para não magoar ninguém, ainda temos o dia de todos os santos. Não é uma crítica a nenhuma religião, é um alerta pessoal a cada um de nós.

Não pense que identificar a idolatria escondida em nós é tarefa das mais fáceis, pelo contrário, é mais fácil achar lente de contato em chão de terra do que descobrir em qual idolatria temos caído. Idolatria é amar qualquer coisa mais do que amamos a Deus, é preferir ficar assistindo televisão a comparecer ao trabalho de evangelismo, é gritar, pular, rasgar as roupas, ficar rouco, afônico, por uma vitória da seleção, mas ser incapaz de adorar a Deus a plenos pulmões, porque tem “vergonha”, porque não quer parecer fanático, ou por pura preguiça mesmo.


Idolatria é pecado, obra da carne, e se sua intenção (assim como a minha) é agradar a Deus, então cuidado, examine-se a si mesmo, peça ajuda do Doce Espírito Santo e não caia na armadilha da idolatria. Adore unicamente a Deus, o único Deus verdadeiro, o Deus invisível que procura verdadeiros adoradores. Ponha Nele sua esperança, seu amor e seu coração e receba a salvação em Jesus.

O DEUS QUE RESSUSCITA O SEU MILAGRE



Blog Sombra do Onipotente




Você já recebeu um milagre? Alguma coisa que, do ponto de vista humano, era absolutamente impossível? E depois de um tempo o seu milagre morreu? Quando o seu milagre morre, você questiona se, de fato, era um milagre, se foi Deus mesmo quem entrou com providencia em sua vida, ou foi obra do acaso. Normal. Faz parte do processo, por isso não se desespere e nunca, nunca duvide, não perca a sua fé.

Todo milagre tem o sobrenatural como regra, o que significa que se você analisar direitinho, vai detectar a mão de Deus em tudo o que aconteceu. Se você não sabia, saiba que não é raro um milagre morrer. Alguns milagres são eternos e outros são ocasionais, passageiros, o que não significa que se você crer, ele não volte à vida. Complicado? Que nada! Vamos tentar entender?

Primeiro, é preciso ter em mente que tudo depende de sua fé. Se você crer, seu milagre pode até morrer, mas Deus vai ressuscitá-lo.  Abrão morava na terra de Ur e era um homem rico, cheio de servos, terras, cercado de prosperidade, mas já estava velho e não tinha filhos. Um dia Deus conversou com ele e disse: Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei. E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção.” Gênesis 12:1,2).

Observe bem a promessa. Deus não prometeu apenas um filho a Abrão, antes prometeu uma grande nação e não existe nação sem povo e território. Pois bem. Abrão se tornou Abraão, teve com sua esposa o filho da promessa e viveu em suas terras até partir e depois dele, Isaque viveu em suas terras e depois dele Jacó, seu filho.

Um dia tudo mudou e a grande família de Jacó emigrou para o Egito. Aquilo que foi literalmente a “salvação da lavoura”, se tornou escravidão e tristeza por mais de quatrocentos anos. O milagre das terras, da grande nação havia morrido. Tudo perdido? Que nada! Deus mandou um libertador e depois de mais alguns anos, para dar aquele “freio de arrumação”, os hebreus voltaram para a terra prometida. O milagre ressuscitou!

Eliseu era profeta em Israel e era constantemente recebido na casa de uma mulher sunamita, todas as vezes que passava por aquelas terras. Grato, como deve ser todo cristão sincero, Eliseu quis recompensar a hospitalidade recebida. A sunamita era rica, mas Eliseu descobriu que ela não tinha filhos e seu marido já era idoso. Pronto! Eliseu orou e a sunamita teve seu filho. O garoto era o milagre da sunamita, sua maior alegria, sua vida, porém um dia o menino morreu. Pois é, o milagre da sunamita morreu.

Dando um show de fé, a sunamita não se desesperou, foi até o profeta e disse a ele:Pedi eu a meu senhor algum filho? Não disse eu: Não me enganes?” (2 Reis 4:28) Foi constrangedor. O homem de Deus foi colocado “na parede”. Deu um cadinho de trabalho, porque Eliseu teve que mudar toda sua programação e foi até a casa da sunamita, onde estava o corpo inerte do menino, mas o problema foi resolvido e o garoto ressuscitou. Outro milagre que ressuscitou.


A Bíblia tem muitos exemplos de milagres ressuscitados, logo, o seu (e o meu milagre) também vai ressuscitar! A receita? A fé. Sem fé é impossível agradar a Deus e nenhum milagre subsiste à falta de fé. É fácil crer na contramão dos fatos? Claro que não, mas é possível. Só mais uma coisinha: a fé é obra do Amado Espírito Santo de Deus, portanto Ele é a fonte na qual precisamos beber. Creia! Não duvide! Passe o tempo que passar, Deus vai ressuscitar o nosso milagre pessoal, porque Ele se importa com a gente e não falha em todas as Suas promessas.

http://sombradoonipotente.blogspot.com.br/


Tribunal popular e os fascistas do MBL

Blog do Altamiro Borges Tribunal popular e os fascistas do MBL http://altamiroborges.blogspot.com.br/